Seja bem vindo a reflexão!

Sejam bem vindos a Doce Revolução pela via da consciencia

VEM E VÊ

Pesquisar este blog

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Eu adoro o que eu digo! É impressionante como me encanto com o que eu mesmo falo, é impressionante como eu me entendo com o que eu mesmo explico.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Perdão...


 A maioria das pessoas vive em culturas de mágoa, ressentimento e vingança. Por isto, a noção de perdão conforme o Evangelho lhes parece ser muito alienígena e pouco real.

Veja que todo mundo que não perdoa, sempre evoca a dignidade, a honra, o nome, a moral, a reputação e a justiça social a fim de não perdoar.

Você aprenderá que perdoar é apenas aquilo que naturalmente decorre de quem tem consciência do tamanho do perdão que recebeu e recebe todos os dias.

O perdão não tira a nossa memória dos fatos, mas tira a emoção deles, e, além disso, mata o fato/passado como argumento para a vida contra a pessoa.

O grande desafio do perdão é desistir da ofensa do outro como direito nosso contra ele!
Quem perdoa não perde a memória, mas desiste do direito de acusar ou de reter a memória como raiva ou crédito...

Por isto o perdão é um ato de fé e não de emoção...

Pela emoção ninguém perdoa ninguém...
Somente pela fé que antes olha para o próprio perdão que se recebe de Deus todos os dias..., é que alguém pode praticar o perdão como decisão de graça e como privilégio...

Se perdoar não se tornar um privilégio..., creia: ninguém perdoa.

Somente quem diz de verdade “é meu privilégio perdoar”... é que de fato perdoa de modo perdoado mesmo...

Mas enquanto perdoar é um fardo e uma obrigação, todo perdão será apenas sacrifício...

Perdão é vida quando se torna privilégio em fé!

Pense nisso!




Caio fabio.

Nenhum comentário: