Seja bem vindo a reflexão!

Sejam bem vindos a Doce Revolução pela via da consciencia

VEM E VÊ

Pesquisar este blog

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Eu adoro o que eu digo! É impressionante como me encanto com o que eu mesmo falo, é impressionante como eu me entendo com o que eu mesmo explico.

domingo, 16 de junho de 2013

Eu não sou bacana.

Eu não sou bacana. Nunca fui. E quando tentei ser, vi que não fazia bem...
O bacana é o legal social...
O bacana é o cara que todo mundo gosta de ter perto, porque ele é bacana...
O bacana é politicamente correto, é certo, é disponível, é servil, é agradável sempre, é muito fácil em tudo...
Ora, nesse sentido, nunca fui um cara bacana.
Amo, mas demando respeito.
Amo sempre, mas não me obrigo a gostar de quem amo, se a pessoa amada não estiver sendo gostável...
E não finjo que gosto do que não gosto... ou que aprecio o que detesto...
O bacana é muito elástico, e eu não sou...
Sou generoso, mas nunca bacana.
Assim, o cara bacana, sem querer, muitas vezes se torna sócio em tolerância naquilo que o amor manda não aceitar, de alguém a quem se queira bem.